[ edit article]

6 motivos para você investir em micro-influenciadores

6 motivos para você investir em micro-influenciadores

É inegável: a internet mudou a maneira como nos comunicamos. E foi além, impactando também a maneira como consumimos informação, nos influenciamos e tomamos as nossas decisões. Você vivencia essa nova realidade todos os dias, e provavelmente percebe como ela é dinâmica e cheia de consequências e desafios, tanto para empreendedores quanto para profissionais das áreas de marketing e publicidade.

A disputa por atenção é cada vez mais difícil, mas, em meio à crise que se tornou a gestão deste fluxo de informação, uma alternativa tem se desenhado como boa solução: os micro-influenciadores.

Com uma base de seguidores que gira entre 1 mil e 100 mil internautas, os micro-influenciadores são personalidades que têm a sua voz ouvida por pessoas com interesses em comum — algo mais específico, por exemplo, que uma celebridade, que pode até ter uma audiência enorme, mas que muitas vezes não está interessada em nada do que ela tem a dizer.

Nascido na internet, esse novo tipo de influenciador expõe suas opiniões, gostos e costumes com naturalidade e, ao menos num primeiro momento, sem qualquer objetivo comercial. Com isso, consegue atrair uma audiência orgânica realmente interessada no que ele tem a dizer. E mais: o índice de engajamento de cada post de um micro-influenciador com até 100 mil seguidores chega a ser até quatro vezes maior que o de uma celebridade.

Sim, as pessoas têm confiado cada vez mais na opinião de outras pessoas do que em propagandas. E para provar que a sua estratégia de marketing precisa pensar nos micro-influenciadores, nós listamos seis dos principais motivos que têm levado empreendedores e profissionais do marketing a considerar essa ideia. Confira!

Micro-influenciadores transmitem autenticidade

Eles falam do que sabem, do que usam ou, no mínimo, de coisas que fazem a diferença na sua vida. Exatamente por não serem celebridades com milhões de seguidores e por não viverem exclusivamente da própria imagem — o que faria com que fossem disputados por marcas com contratos milionários —, o que sustenta a sua presença e a sua influência na internet é o que as pessoas percebem de valor no seu discurso.

Seja um hábito alimentar, um cuidado com a saúde ou um novo produto ou serviço que tenha experimentado, o que o micro-influenciador se dedica a divulgar é, em geral, algo de que ele realmente gosta. As pessoas percebem e confiam muito mais nisso do que, por exemplo, em um publieditorial forçado, muitas vezes antipático e que não transmite nenhuma autenticidade.

Eles conquistam engajamento qualificado

Você já sabe: um micro-influenciador tem um público significativamente menor que o de um macro-influenciador, mas isso não quer dizer necessariamente algo ruim. Pelo contrário, é aí que mora a vantagem, afinal, na internet, nem tudo se reduz ao alcance do seu porta-voz. De que adiantaria fechar parceria com alguém que, apesar de ostentar milhões de seguidores, não aproxima a sua marca das pessoas com quem ela precisa falar de verdade?

Quando você lida com micro-influenciadores, a coisa funciona de outra maneira. Eles falam com menos pessoas, claro, mas que têm mais características em comum entre si. Hoje, cada vez mais, o que as empresas precisam é encontrar o porta-voz certo para falar com o público adequado. Grande parte dele está nas redes sociais e acompanha micro-influenciadores.

É mais barato investir neles — e o retorno não deixa nada a desejar

Por mais que seja possível atingir um público mais específico através dos micro-influenciadores, o fato de eles terem menos alcance que uma celebridade amplamente conhecida na televisão faz com que eles sejam mais acessíveis para a realidade de uma microempresa ou de empresas de pequeno ou médio porte. E não é só isso.

Em geral, os micro-influenciadores têm demonstrado ser um investimento mais eficaz do que as pessoas com milhões de seguidores. Em pesquisa recente, a Markerly, uma empresa americana que intermedia a relação entre marcas e influenciadores, revelou que a taxa de engajamento de um micro-influenciador pode ser até quatro vezes maior que a de uma celebridade. Lembre-se: micro-influenciadores nascem na internet e dominam este ambiente com mais facilidade.

Eles tornam a sua estratégia de marketing mais dinâmica

Os micro-influenciadores não representam só a oportunidade de conquistar engajamento qualificado, com um bom retorno a partir de um investimento mais baixo. Eles também representam a chance de tornar a sua estratégia de marketing mais dinâmica, afinal, são mais flexíveis na hora de fechar contrato.

Você pode, por exemplo, acertar uma parceria curta que envolva apenas uma ação específica por um tempo bastante limitado. Assim, você se assegura de que o retorno está de acordo com as suas expectativas e pode decidir se vai continuar ou não a investir naquele porta-voz.

Eles são uma das melhores maneiras de impactar as pessoas certas

Seja enviando um produto para review ou acertando uma parceria concreta, por meio de contrato, os micro-influenciadores estão, hoje, entre as melhores opções para a estratégia de marketing de qualquer empresa que queira se aproximar do seu público. E isso não acontece só por eles terem uma abordagem mais verdadeira e de falarem com as pessoas certas, que já têm algum traço de identificação com aquilo que você oferece.

Ter como porta-voz um bom micro-influenciador (ou vários) é como estabelecer um diálogo mais próximo com atuais e futuros clientes. Consequentemente, é também assumir uma postura cada vez mais admirada pelo mercado consumidor: o de uma empresa antenada que sabe como chegar da maneira certa até ele, sem o discurso manjado da publicidade tradicional.

Bem pensada, a estratégia oferece poucos riscos

A internet é um ambiente de riscos e, sim, quem se expõe nela pode cometer deslizes. Muitas vezes, os influenciadores têm mais liberdade que uma celebridade para expor o que pensam e podem colocar as empresas que têm sua imagem associada a eles em maus lençóis. A verdade, no entanto, é que se for bem pensada a estratégia de investir nos micro-influenciadores oferece poucos riscos.

No momento em que estiver buscando por um porta-voz para a sua empresa, não se preocupe só com a tarefa de identificar quem de fato fala com as pessoas certas para você. Vá além e quando tiver uma noção de quem pode ser parceiro da sua marca investigue possíveis polêmicas em que tenha se envolvido, além, claro, das outras marcas com as quais trabalha ou que já tenha divulgado.

Dedique-se a perceber a consistência do que ele produz, como se posiciona, o tom com que fala, a qualidade do seu conteúdo etc. Assim, você garante que vai fazer o investimento certo.

Depois desta lista de motivos tenho certeza que você já deve estar convencido de que os micro-influenciadores podem ser uma boa estratégia para a sua empresa. Para acompanhar os nossos próximos posts e tirar todas as suas dúvidas sobre esse e outros assuntos, cadastre-se no Marketing de Engajamento e receba tudo em primeira mão!


Ps.: Ah, se a sua estratégia envolver micro-influenciadores, o Beracode é a ferramenta perfeita para criar essa comunidade e gerenciar o trabalho deles. Saiba mais aqui!

Marketing de Engajamento
Marcus Pereira
Marcus Pereira follow

Mkt Digital e Conteúdo @ Beracode

Continue reading
Suitable for you