Como criar clientes defensores?
[editar artigo]

Como criar clientes defensores?

Como criar clientes defensores? Leia até o final que eu faço uma lista de ações para você transformar seu negócio num ímã de oportunidades.

Dentre os vários tipos de usuários que o marketing cataloga em suas ações, os clientes defensores são os mais cobiçados de qualquer negócio. Aqueles que propagam sua marca dando valor de qualidade por encontrarem nesta experiência a satisfação de seus desejos e necessidades.

Você pode ser um cliente defensor de uma empresa ou quem sabe já tenha sido. O fato é que quando os clientes se sentem satisfeitos e realizados, com certeza eles propagam essa felicidade em sua rede de relacionamentos.

Clientes defensores espalham a felicidade sem ninguém pedir. Eles, realizados, fazem de tudo para defender sua satisfação a outros, que às vezes nem sabem muito bem do que se tratam.

Este tipo de indivíduo age por motivação, não por provocação. Ao encontrarem um ambiente desta valia, defendem com unhas e dentes, porque entendem que aquela empresa, aquele produto, precisa ser objeto de contemplação pelos seus pares. Além disso, ele também compreende que a empresa precisa ser sustentável.

Os clientes defensores são o sonho dos produtores de conteúdo, pois assim o marketing de engajamento é uma ferramenta extremamente fortalecida.

Estes clientes que defendem as empresas preferidas podem ser os espelhos da filosofia boca a boca, aquela propaganda mais qualificada que pode existir.

Aí vem a pergunta que vale 1 milhão de dólares: como conquistar clientes defensores?

A palavra mais forte para responder esta pergunta está aqui

E como se constrói esta ambiente favorável ao engajamento?

Trago aqui 5 dogmas simples, porém muito negligenciados pelos empreendedores em algum momento.

1) ACOLHIMENTO

Sua empresa deve acolher todos. Nenhum produto é tão espetacular ao ponto de negligenciar o bem estar do cliente. Nenhuma prestação de serviços é tão maravilhosa ao ponto de ignorar a satisfação do cliente. Nenhum ponto comercial é tão extraordinário sem acolhimento. Nenhuma pessoa é interessante em sua rede social se não acolher os interessados, os inscritos, os fãs. O engajamento será orgânico e eficaz.

2) DOAÇÃO

Quanto você está disposto a doar? Entenda que a doação não é um valor monetário ou desconto sobre seus serviços e produtos. O que você tem de mais importante em seu negócio? Sua experiência é extremamente valiosa e ela pode ser um grande benefício ao seu cliente. Doar significa qualificar sua importância perante o mercado.

O cliente compreende que se sente ser valorizado com algum tipo de doação, pode ficar extremamente satisfeito. O marketing de engajamento se pauta muito neste aspecto. Conhecimento e aprendizado podem ser moedas de troca extremamente qualificadas.

3) RELEVÂNCIA

Sabe o que você tem de mais relevante em sua empresa? Aprendizado. Como as pessoas poderão explorar o máximo de seu produto? Como elas resolverão seus problemas a partir de seus serviços? Como elas desejam construir um relacionamento com sua necessidade? Estas perguntas determinam o que você pode criar como conteúdo de aprendizado.

Relevância é um grande valor agregado a qualquer segmento. Por isso as redes sociais são tão importantes ao marketing de engajamento. Construa um relacionamento de doação com conteúdo de força e aprendizado. Isso será fundamental para as pessoas darem valor ao seu negócio.

4) ENXERGUE O HORIZONTE

Quando os clientes compreendem que você está enxergando além do relacionamento comercial, eles ficam fiéis às suas motivações. Estes clientes são cúmplices e podem até tornar seu negócio viável a partir de suas afinidades.

A empresa que trata o cliente sempre como cliente, independente se ele também consome o concorrente, com certeza terá o reconhecimento garantido. Os clientes que sempre estão buscando conexão podem a princípio não corresponder a sua dedicação, mas eles virão principalmente pela comodidade e pela honestidade de suas intenções.

5) RESPONSABILIDADE

Não negue sua responsabilidade sobre o bem estar de seus clientes ou potenciais prospects. Não deixe de resolver os conflitos porque são complexos. Não faça de seus atendimentos guerras na hora das discussões. Se você se propôs a fazer negócios com ele, aguente o ônus da responsabilidade.

Obviamente que você não é um escravo, mas demonstre sempre respeito pela necessidade ou desejo dele e tente atender suas expectativas, mesmo que elas não sejam fáceis de resolver no momento que ele queira. Comprometa-se com a resolução que o cliente também agirá de acordo.

Conquistar clientes defensores é mais do que abrir suas portas ou criar suas redes sociais. Você precisa se dedicar a isso como se fosse um noivo se dedicando ao seu relacionamento. Seu matrimônio é a relação mais honesta capaz de gerar conexão com as pessoas. Seja cordial, acolhedor e extremamente relevante para seus clientes. Isso trará o resultado positivo que os seus negócios precisam.

 

 

Rafael Cardoso
Rafael Cardoso Seguir

Um cidadão que deixou de ser passivo para trazer luz e ambiente à discussão social e político.

Continue lendo!

Cadastre-se gratuitamente e tenha acesso
aos conteúdos exclusivos.

Entrar
Indicados para você