[ editar artigo]

Equipe descomprometida, o que fazer?

Equipe descomprometida, o que fazer?

Certo dia fui a uma gráfica falar sobre um problema que havia em um orçamento.

A gráfica era de pequeno/médio porte e acabei me sentando com o Paulo, dono da gráfica, para conversar quando fui surpreendida por um questionamento:

"O que você faz? Me desculpa perguntar mas eu preciso de uma ajuda: dá uma olhada nos meus colaboradores" - ele disse, me mostrando as câmeras no computador dele, que filmavam a sala dos designers.

Continuou: 'Está vendo? Estão no Facebook, conversando, e os prazos vencendo, estamos cheios de coisas para entregar e eles assim. O que eu faço?"

Quando expliquei no outro artigo (o mesmo do link ao final do parágrafo) que 70% das conversas que chegam para mim com problemas do cotidiano, aposto que muita gente não acreditou. Mas foi assim que aconteceu, do nada. E aí, eu não consigo ficar quieta.  Pafúncio, o meu recém-batizado ratinho começou a correr. (para entender a analogia do ratinho, leia esse artigo).

Então vamos ao que interessa: você tem uma equipe registrada (CLT), desmotivada, descomprometida.

Mas é talentosa? Insubstituível? Você já falou sobre essas pessoas sobre como você se sente com relação ao comportamento delas e o que você quer para sua empresa de hoje para o futuro? Você sabe isso?? Esse regime CLT pesado para o financeiro da sua empresa e que deixa estas pessoas presas a uma carga-horária é a única opção para o seu negócio? É a opção ideal para quem trabalha com isso?

"Oi?" - ele não falou isso, mas me olhou assim.

A base de tudo, principalmente da liderança, é a comunicação. A primeira coisa que um líder precisa ter é CLAREZA de onde ele quer chegar, para que consiga direcionar as pessoas para este mesmo objetivo. A segunda coisa (agora a se fazer) é apontar o caminho para seus liderados: "para onde nós estamos indo?"

Compreenda: se você quer permanecer uma gráfica pequena, com trabalhos pontuais que paguem suas contas e deem um pouquinho de lucro, desencana disso, deixa como está. Está funcionando, não está? É o que você quer, permanecer assim? "Não".

Ah, o que você quer é ser referência na cidade, a melhor gráfica, expandir-se em franquias na região, ser conhecida como a gráfica de maior qualidade de produção e que entrega mais rápido? Legal. Seus colaboradores sabem disso? Porque o que tem que ficar claro aqui é que, para você chegar neste lugar que você quer, você precisa contar com uma equipe de certo perfil. Você sabe qual é o perfil dessa equipe que você precisa?  "Ah... é... sss... sss... sei, sei sim"

"Paulo, a primeira coisa que você tem que fazer é traçar o perfil desses profissionais. Você está pagando muito bem pelo trabalho deles (e estava mesmo), você tem o direito de querer que as pessoas que trabalhem com você tenham o perfil que você deseja. Se as que trabalham com você hoje não tem esse perfil e não conseguirem se desenvolver para isso, você terá que buscar pessoas que tenham, caso contrário nunca vai dar certo. Não adianta levar para o Caribe quem gosta de neve.

Depois de você traçar esse perfil ideal você precisa sentar com seus colaboradores e ter uma CONVERSA HONESTA, VERDADEIRA e individual com cada um deles, com o seguinte formato:

Fulano, o meu sonho para esta gráfica é este. E ele vai se realizar pois eu vou fazer acontecer. Para isso, eu preciso de pessoas ao meu lado que sejam (características necessárias) e mais do que isso, que QUEIRAM (lista de coisas que essas pessoas tem que querer, incluindo necessariamente PARTICIPAR DESSE SONHO). A partir de hoje, preciso de pessoas assim.... você é uma dessas pessoas? Está a fim de se tornar uma delas?"

E a partir dessa conversa franca, fica muito mais fácil você ajustar os ponteiros com a sua equipe, nas questões de produtividade, comprometimento, etc... Mas como não gosto de textos longos, o assunto de como gerir essas questões ficará para outros artigos.

Para fechar a nossa conversa de 40 minutos, ainda disse para o Paulo: "Paulo, não se contente com o bom. O bom é inimigo do ótimo. Tem muita gente ótima por aí, talvez até aqui dentro, adormecida. O ótimo é aquele que corresponde ao perfil desejado por você para a sua empresa, para realizar o seu sonho. Não se acomode ao lado de quem não quer estar ao seu lado. E mais, é o papel do líder resolver tudo isso."

Se ele teve a conversa com a galera dele, não sei. Mas eu espero que sim.

🤙

Marketing de Engajamento
Ler matéria completa
Indicados para você