[ editar artigo]

Fidelização de clientes: como criar uma estratégia ideal

Fidelização de clientes: como criar uma estratégia ideal

Existe uma frase que é quase um mantra entre profissionais de marketing e vendas: é mais fácil vender para quem já é cliente do que conquistar um novo. E isso é uma das maiores verdades que existem no mercado há muitos anos. Concentrar os esforços na fidelização de clientes deve ser a prioridade de toda empresa que busca crescer de maneira responsável.

LEIA MAISComo pequenas ações impactam uma comunidade

Não precisamos ir muito longe para percebermos que quem já comprou de você uma vez já conhece o seu negócio e pode, se for bem tratado - guarde esse conceito - irá retornar. Enquanto que a probabilidade de quem nunca consumiu nada da sua empresa se tornar cliente é menor e mais trabalhosa.

Porém apesar de mais fácil, manter um relacionamento constante com os consumidores exige dedicação constante das marcas e também requer algumas ações, pontuais e contínuas, para nutrir essa ligação.

Qual a importância de fidelizar um cliente?

Os benefícios de cultivar uma relação com quem comprar de você vão muito além de vender novamente para eles. Um cliente satisfeito, além de retornar, torna-se um promotor, quase involuntariamente, da sua marca.

Conhecida por todos, a propaganda boca a boca ainda exerce uma imensa influência na hora da tomada de decisão da compra. No momento de adquirir um produto ou serviço uma indicação feita por um amigo ou familiar pesa bastante, se o indicador for seu cliente, e seu trabalho de retenção estiver sendo bem executado, existe grandes chances de você ser o número um na lista de recomendações.

Você vende para uma pessoa, que indica para outra, que irá comprar novamente…

Como fazer a fidelização de clientes?

Uma tarefa tão importante como essa não pode ser feita por apenas um departamento da companhia. Marketing e vendas são os carros-chefe, mas todos podem, e devem, contribuir para a elaboração de um plano voltado para a fidelização de clientes, além de prestarem um bom atendimento de pós-venda.

Uma das estratégias mais conhecidas para manter essa conexão cliente-empresa é o marketing de conteúdo. Por meio de e-mail marketing e de campanhas voltadas para os consumidores, uma marca pode manter a imagem viva na cabeça do público e impede que ele “esqueça” dela após algum tempo.

LEIA MAIS Branded content x marketing de conteúdo: qual a diferença entre eles?

Por mais que ela possa trazer alguns bons resultados, se for bem feita, ela não apresenta uma real comunicação entre quem está comprando com quem está vendendo. Ou seja, você mantém ele perto, mas ao mesmo tempo, não abre nenhuma possibilidade para que ele também se manifeste. É uma relação de mão única.

Comunidades como forma de fidelização de clientes

A construção de comunidades de marca vem se tornando uma das principais ferramentas do marketing digital na hora de trabalhar o relacionamento do público com as empresas.

Nesses ambientes, construídos e mantidos pelas companhias, os consumidores participam ativamente das ações da marca, seja debatendo, comentando ou até mesmo produzindo conteúdos de maneira voluntária. Claro que é preciso que a empresa instigue e promova a participação dos usuários, mas, com o tempo, isso torna-se cada vez mais espontâneo.

Perceba como a participação das pessoas na comunidade de uma marca sempre é atrelada ao que a empresa faz e o tempo que o cliente permanece nela. Esse contato constante é o que mantém os consumidores próximos e com grandes chances de se tornarem promotores.

Nesse ínterim é que outras vendas são feitas, indicações acontecem e novos fãs da sua empresa podem surgir.

Constante trabalho, constante retorno

Esse trabalho de manutenção da atenção do público e da busca pela fidelização do cliente não tem fim. Assim como o seu negócio não deseja parar de vender, você não pode abandonar seus clientes e esperar que por um passe de mágica eles retornem ou falem bem de você: trabalhe sempre.

Em uma comunidade isso tudo passa a ser feito de maneira fluida e natural, pois como você está sempre perto do seu cliente, não soa interesseiro quando você oferece algum produto novo, um cupom de desconto ou até um brinde. O objetivo dessa estratégia é criar um vínculo duradouro com os consumidores.

Trabalhar a fidelização de clientes na comunidade requer trabalho, é claro, mas as recompensas para quem investem nessa estratégia valem a pena. É por meio desta dedicação que seus clientes irão perceber ainda mais valor e terão mais carinho por sua empresa.


Deu para perceber que manter um cliente próximo só traz vantagens para um negócio. Você vende mais, conquista novos clientes por indicação e ainda ganha clientes-defensores da sua marca.

Uma boa dica para quem está começando a estudar sobre esse assunto e está pensando em criar uma comunidade dentro da estratégia de marketing é consumir a maior parte de conteúdos possíveis sobre o assunto.

Como esse é um assunto que está em ebulição e evolui constantemente, é natural que todos os dias surjam mais informações, cases e debates sobre as comunidades de marca.

LEIA MAIS5 regras que as formigas podem ensinar para a sua comunidade online

Aqui no Marketing de Engajamento nós já falamos sobre esse assunto faz algum tempo e é sempre bom voltarmos à ele. Como eu sei que é quase certo que apareçam dúvidas durante o início do processo, eu separei seis dicas para sua empresa criar uma comunidade online de sucesso.

Aprenda do zero como ter um ambiente cheio de clientes ativos e engajados com a proposta da sua empresa. Chegou a hora de abraçar o futuro do marketing digital, vamos lá?

Marketing de Engajamento
Victor Waiss
Victor Waiss Seguir

Redator - Beracode

Ler matéria completa
Indicados para você