[ editar artigo]

"Já tenho emprego por isso não estou no Linkedin."

É assustador o fato de ainda hoje, ouvirmos esse tipo de comentário.
Apesar de assustador, isso acontece muito.
O brasileiro tem uma cultura muito chata de replicar o que houve sem ao menos se certificar do que está falando.

Por muito tempo o Linkedin, era tido como uma rede para se procurar emprego. A imagem sempre foi "Linkedin? Sei sim. É aquela plataforma de currículo online né?" Aos poucos, ela se transformou na rede social para procurar emprego. E isso foi passando de uma pessoa para outra.

Quem usa com frequência, ou buscou saber mais sobre a rede, sabe muito bem que ela é bem mais que isso e está em pleno crescimento.
Afinal, além do espaço para preencher as qualificações profissionais, currículo e etc, é possível também gerar conteúdo,  se tornar relevante, mostrar seu desenvolvimento profissional, prospectar clientes, manter contatos profissionais,  participar de grupos de interesse, entre outras atualizações que dependem muito do objetivo de cada pessoa e ou empresa.

A plataforma auxilia e muito no quesito profissional, gosto de citar um exemplo bem prático e corriqueiro.
Antes você participava de um evento, conhecia várias pessoas, fazia aquele networking muitas vezes, esquecia o "cartão de visita" e não queria perder o contato com as  pessoas, certo?

A partir dai começa aquele esforço gigante para não esquecer o nome da pessoa e tentar localiza depois.
Bem, era muito comum que as pessoas acabassem adicionando umas as outras em redes sociais como o  Facebook ou Instagram e ambas as partes por muitas vezes se sentindo obrigadas a ter aquela "amizade"para não perder o vinculo. O que acarretava em uma serie de fatores que poderiam gerar muitos outros artigos como o "Assédio moral usando o viés do trabalho como uma desculpa nas redes sociais" para manter contato.

O Linkedin, nos traz essa nova possibilidade de manter um relacionamento profissional com nossos contatos.
Na plataforma, você solicita uma CONEXÃO. Já começa por ai.
Olha que genial, afinal você não quer saber se a pessoa tirou férias na praia, ou se saiu no final de semana. O  intuito é manter a conexão profissional.

Um ponto super interessante do Linkedin para quem já está atuando no mercado de trabalho é também mostrar para a própria empresa suas atualizações e interesses. Tudo isso por meio de publicações sobre sua área de trabalho, da participação em grupos e da troca de conhecimentos.

As empresas  que possuem uma company page por sua vez também saem ganhando com a participação dos funcionários inseridos na rede, pois auxiliam e reforçam muito a reputação de uma marca.

Para quem ainda está a procura de uma colocação no mercado, esse é o lugar perfeito para se destacar, estreitar os laços e trabalhar seu branding pessoal. 

Agora que você já sabe um pouquinho mais sobre essa rede que é uma grande vitrine, quando escutar alguém falando que é apenas uma plataforma de currículos online, já vai poder passar a informação correta e disseminar a importância dessa ferramenta no âmbito profissional de uma forma geral.

Marketing de Engajamento
Ler matéria completa
Indicados para você