[ editar artigo]

Links patrocinados são a ferramenta perfeita para impulsionar marcas

Links patrocinados são a ferramenta perfeita para impulsionar marcas

Os links patrocinados colocaram empresas e marcas em um outro patamar na forma de enviar a mensagem correta para atingir potenciais clientes. Saem aquelas propagandas em massa e surge um direcionamento específico, no qual o interessado é quem decide se a marca merece o seu click.

Foi com esse tipo de abordagem que a internet deu um salto gigantesco na monetização. Quem entendeu muito rápido esse processo foram os sites de busca. No caso, o mais famoso deles, o Google.

Acima de tudo, os profissionais especializados em Marketing Digital souberam entender e tirar proveito do que virou um ato corriqueiro para os usuário da rede mundial de computadores: antes de decidirem por uma compra, eles realizam inúmeras pesquisas nas ferramentas de buscas.

A cada palavra buscada, os sites com mais autoridade e relevância no assunto acabam aparecendo na primeira página dos buscadores. Ou seja, é possível estar mais bem posicionado por meio do conteúdo, ou por meio do valor pago ao Google.

É por isso que, ao longo desse post vamos mostrar que não basta apenas ter dinheiro para ser o dono dos melhores espaços. De todo modo, em linhas gerais, o quanto se está disposto a investir é uma das maneiras de atingir o objetivo.

Links patrocinados viram arma do Google

Portanto, quando vemos os três primeiros e os três últimos links nas páginas dos buscadores com a palavra "anúncio" destacada — no caso do Google ela está escrita em verde —, a empresa que conseguiu estar ali posicionada preencheu uma série de requisitos, além do dinheiro, para conseguir essa posição.

Destacamos aqui o Google, pois, no Brasil, cerca de 90% das buscas são feitas nesse buscador. Mas há outros que usam a mesma metodologia, entre eles o Yahoo, o Bing e o Baidu.

Certamente, se  você pensou que basta ter um site ou postar em redes sociais, provavelmente você está, literalmente, na "era da pedra" na evolução da internet. Assim, chegou a hora de conhecer como dar os primeiros passos. Uma dica: dá para investir pouco e ser encontrado no seu nicho de mercado.

Outro ponto que pode ser vital para a empresa ao investir em links patrocinados é aumento gerado no tráfego do site, pois mais pessoas vão se interessar pela sua marca. Com o maior número de acessos, se o produto oferecido for de qualidade, as taxas de conversão tendem a crescer rapidamente.

links patrocinados

Links patrocinados oferecem ferramentas fáceis

Inicialmente conhecida como Google Adwords, para tornar a linguagem mais fácil para o anunciante, a empresa norte-americana repaginou a sua marca e agora a plataforma de links patrocinados chama-se Google Ads.

É nessa plataforma que todo o processo do anúncio é feito. Há quem se assuste com a ferramenta, mas o processo para fazer publicidade online é bastante simples.

Vamos entender passo a passo cada um dos elementos que compõem um link patrocinado.

1 - Como na publicidade tradicional, o início chama-se de campanha. É quando é feito um minucioso planejamento, definindo o público-alvo, quais as palavras que ele busca ao procurar o seu produto, regiões geográficas de foco e até se há o desejo de anunciar em computadores de mesa, celulares ou nos dois.

2 - No passo seguinte, o anunciante começa a trabalhar com o orçamento. O valor para estar nas primeiras posições vai depender da concorrência das palavras-chave. De forma simplista, quem pagar mais, leva. Só que a qualidade do anúncio e a navegabilidade do site também interferem na determinação desta concorrência.

3 - Além de definir quais as plataformas, o anunciante também vai querer expor a sua marca. Por isso,outro ponto crucial é a definição se vai utilizar anúncio de textos, de imagem ou ambos.

4 - Finalmente, o cliente coloca a estratégia em prática estabelecendo quanto pretende gastar por dia ou em toda a campanha, e o tempo que o anúncio vai concorrer para estar na primeira posição.

Conheça a sopa de letrinhas dos links patrocinados

Há uma série de termos que compõe o jargão da publicidade online, que ajudam na definição de como o anunciante saberá no final o quanto irá pagar por aquela campanha.

CPC - É o conhecido Custo Por Clique. É o valor que o anunciante vai pagar para o buscador cada vez que o potencial cliente clicar no anúncio. Aí se tem uma noção do quão é importante criar anúncios relevantes e escolher bem as palavras-chaves.

CPM - Conhecido como Custo por Mil Impressões. Neste caso o pagamento é feito por meio de um valor a cada mil visualizações do anúncio. É mais recomendado a anúncios que possuem um alto índice de procura.

CTR - Do inglês Click-through Rate. É o quanto se espera de cliques no anúncio. É uma relação entre o número de impressões e cliques, que tem relação com a probabilidade de a pessoa clicar ou não no link. Se o número atingir a expectativa, ou superá-la, demonstra que a campanha atingiu o objetivo e é uma publicidade relevante.

CPA - Custo por Aquisição. O cliente paga cada vez que é realizada uma conversão ou venda. Isso depende da campanha do anunciante. Pode ser o preenchimento de um formulário, a visualização de um vídeo ou a compra de um produto.

Redes sociais aderem à publicidade online

Como resultado, com o tamanho do domínio do Google na internet e, como consequência, abocanhando uma grande fatia no mercado publicitário digital, as redes sociais correram atrás e criaram também estratégias para ceder os seus espaços para os links patrocinados.

A liderança nesse nicho é do Facebook, que tem a sua ferramenta de anúncios chamada de Facebook Ads. É nela que os anúncios são feitos e o cliente paga por CPC (custo por clique) ou CPM (curto por mil visualizações).

Ao colocar em prática uma campanha de links patrocinados nas redes sociais, a segmentação é feita com os que seguem a sua empresa e pode ser direcionada ao público que segue os seus "fãs". Então, nos dois casos, eles podem gerar novas conversões e ajudar a divulgar a sua marca.

Portanto, saiba que investir em links patrocinados não deve ser um esforço apenas direcionado aos buscadores. É necessária uma estratégia combinada. Assim, se você trabalha com mais de uma rede social, pense em investir em todas, pois nem todos as pessoas que fazem parte de sua rede estão no mesmo lugar.

Acompanhe os resultados das campanhas

O investimento em links patrocinados tem que gerar retorno. Então, o acompanhamento diário dos resultados é fundamental para verificar se estão sendo atingidos os resultados. Caso contrário, algumas alterações serão necessárias. A rota deve ser corrigida com a campanha em curso.

Nesse caso, o dado mais importante para que o cliente saiba o que está acontecendo na campanha é o chamado ROI (Retorno sobre o Investimento). Se a estratégia está atingindo o valor traçado na campanha e trazendo o retorno esperado.

Isso é conseguido levando-se em consideração o dinheiro disponibilizado na publicidade online. Então, com a Taxa de Conversão, que é a quantidade de pessoas que adquiriram os produtos após clicarem nos links patrocinados, e o Custo por Conversão, quanto foi investido para conseguir cada cliente, são mensurados os resultados da campanha.

Tire o maior proveito dos links patrocinados

Entendo que a escolha por links patrocinados é uma maneira que coloca a empresa à frente dos concorrentes.

Acima de tudo, seja qual for a escolha da empresa, essas ações tem que ser feitas com profissionais com experiência na área. Alguns pontos vão ajudar a escolher aquele que vai oferecer mais vantagens e o retorno esperado na sua campanha. Eis os pilares que norteiam as campanhas.

Palavra-Chave

Esta é a etapa crucial para determinar o resultado da campanha. A escolha dos termos tem que ser de acordo com o produto ou serviço. Por isso, é importante saber quais as palavras por meio das quais o seu produto ou serviço é mais facilmente encontrado. Errar significar pagar por cliques que não geram conversões.

Anúncios ou Grupo de anúncios

Tão importante quanto definir as palavras-chaves é fazer anúncios que geram clicks que convertam. Por isso, a recomendação é fazer uma variação para saber quais performam melhor. Procure saber o que a concorrência está tirando de vantagem e explore os erros dela. Seja criativo, mas cuidado para exagerar.

Páginas de destino

São as chamadas landing pages. É para onde o usuário vai ser levado ao clicar no link patrocinado. A página de destino tem que falar do produto ou serviço anunciado. Faça um conteúdo relevante e que tenha um botão para a tomada de decisão, por exemplo compre, veja o vídeo ou faça o download.

Persistência

Marketing Digital não é mágica. Funciona se você seguir um planejamento e fizer sempre as correções que forem necessárias. O maior erro é achar que basta colocar a campanha no ar e os resultados vão aparecer naturalmente. O acompanhamento tem que ser feito do começo ao fim.

Taxa de rejeição

Conhecido como  bounce rate é o número de visitantes que clicam no link patrocinado, mas não tomam nenhuma decisão. Para entender o índice, se de cada cem pessoas, 80 não fazem nada, o índice de rejeição é de 80%, um número muito alto. Nesse caso será preciso corrigir a rota com urgência.

Essa foi uma visão geral de tudo o que envolve o trabalho marketing nos buscadores, tanto para links patrocinados quanto para o posicionamento orgânico. Se quiser complementar, é só comentar abaixo!

Marketing de Engajamento
Luis Rosa
Luis Rosa Seguir

Trabalho com o desenvolvimento e a inserção de empresas no mercado através do marketing digital e empreendedorismo. Tenho experiência para desenvolver o atendimento em marketing digital para micros, pequenas empresas e profissionais liberais.

Ler matéria completa
Indicados para você