[ editar artigo]

Vender curso online: 5 dicas para quem está começando

Vender curso online: 5 dicas para quem está começando

Compartilhar conhecimento é um dos pilares da internet. Desde uma simples troca de informação até mesmo uma graduação, existem diversas formas de ensinar ou aprender algo pela web. Muitas pessoas que têm esse objetivo de ensinar e querem dividir algo, enxergam na possibilidade de vender curso online uma boa opção de entrada nesse mercado.

Esse caminho é uma das principais estratégias para atender o desejo cada vez mais frequente das pessoas por educação, estudo e informação, sobre os mais variados temas e formatos.

Para se destacar em um mercado concorrido, e cada vez mais popular, é necessário estar por dentro das melhores práticas e técnicas desse mercado. Além de planejar, criar e melhorar os conteúdos é preciso dedicar uma atenção especial ao processo de venda e divulgação. Afinal de contas, vender um curso online com eficiência é o que vai trazer sustentabilidade ao projeto.

Depois que você pesquisou, se tornou expert no assunto e já desenvolveu aulas e questões que vão ajudar seus futuros alunos, chegou a hora de focar na arte de vender seu curso online. Além de educar, empreender nessa área tem sido uma fonte rentável para diversas pessoas que acreditam no poder do EAD.

Como vender curso online

Criar um bom material é muito importante para ter sucesso no segmento de EAD — mas isso não é tudo. Saber como fazer a venda de um curso é algo muito relevante e deve ser tratado como uma parte essencial do projeto.

Não sabe como vender um curso online? Não tem problema, pois hoje eu separei as 5 dicas para você fazer a sua estratégia de venda perfeita.

Confira a seguir os passos que você deve seguir na hora de lançar o seu primeiro curso:

#1 - Escolha o segmento

Decidir para quem você irá vender o seu conhecimento é a primeira etapa nesta caminhada e deve ser feita com todo o cuidado do mundo. Um erro comum, em especial entre quem está lançando pela primeira vez, é a de querer atingir o maior número de pessoas possível.

Isso faz com que você não saiba exatamente quem é seu potencial aluno e, por sua vez, não atinja quem realmente poderia se interessar pelo curso.

Escolher um nicho e trabalhar focado nele é mais certeiro e traz resultados muito melhores para quem está vendendo. Para encontrar essa parcela é preciso levar em conta dois fatores: afinidade e lucratividade.

A afinidade vai definir quais pessoas possuem o problema que seu material irá solucionar. É a partir disso que você irá planejar os seguintes passos da venda. Já a lucratividade, é importante pois vai te ajudar se aquele público está disposto a gastar dinheiro para fazer o seu curso.

A escolha de um segmento pode limitar o público, mas na verdade deixa ele mais qualificado. Quanto mais genérico for o seu curso, mais pessoas podem procurar por ele, mas a alta concorrência irá tornar mais difícil encontrá-lo. Quando se abraça um nicho é mais fácil de se destacar, mesmo sendo um novo nome no mercado.

#2 - Crie suas personas

Ok, você já definiu quem será o seu público-alvo. Agora é hora de conhecer um pouco mais as pessoas que fazem parte dele, seus futuros alunos. No marketing digital é comum o conceito de personas, que são representações semi-fictícias de quem pode ser seu cliente no mundo real.

Uma persona geralmente tem as seguintes características:

  • Nome

  • Idade

  • Profissão

  • Interesses

  • Problemas

Com essas informações você consegue formular melhor a estratégia de vendas e como o seu curso irá resolver o problema daquela persona. Ah, e tudo bem se tiver mais de uma, pois em muitos casos a sua solução pode servir para mais de um perfil de pessoa.

Deu pra perceber que com a persona fica bem mais fácil de imaginar quem será o seu cliente real. Isso é importante também para a produção de aulas, fóruns e materiais de apoio do curso. Mesmo que seja a sua primeira vez, é importante criar uma persona para o bom andamento do processo.

#3 - Escolha a plataforma de hospedagem

Suas aulas são legais, o conteúdo é interessante e você tem certeza que ele vai ser útil para muita gente. Mas isso não irá adiantar nada se tudo estiver hospedado em uma plataforma ruim.

Essa escolha deve levar em conta alguns fatores importantes, como a estabilidade da plataforma, reconhecimento de mercado, potencial de crescimento e diferenciais em relação aos concorrentes. Dê preferência para aquelas que oferecem um suporte para a sua comunidade de alunos.

A criação de comunidades online, em especial as que são relacionadas à EAD, é uma tendência que está crescendo e conquistando espaço no mercado. Aqui na duopana nós conhecemos bem desse assunto e percebemos a importância que esses grupos têm para o aprendizado e os alunos, principalmente na troca de informações sobre os assuntos abordados nas aulas.

Outro fator importante é a monetização. A plataforma deve oferecer o melhor sistema de pagamentos, além de ser confiável e extremamente segura. Afinal de contas, estamos falando de dinheiro, e com ele não se brinca.

#4 - Defina qual será o modelo para vender seu curso online

Saber como vender é também decidir qual será a melhor forma de fazer isso. Atualmente os formatos mais escolhidos são de assinatura e venda pontual.

Vender por assinatura dá ao seu aluno o direito de assistir quantas aulas quiser, pelo tempo que ele for assinante e garante uma fidelização maior do cliente. Mas para quem está lançando o primeiro curso é preciso ter cuidado, pois se houver pouco material talvez essa opção não seja interessante para o seu consumidor, a princípio.

✔️ Vantagem: fidelização

✖️ Desvantagem: não é indicado para quem tem pouco material para oferecer

Já no modelo de venda pontual você cobra apenas por aquele curso, assim como um ingresso para um espetáculo. Essa forma dá ao cliente o direito de adquirir apenas o que interessa para ele, deixando aberta a possibilidade de ele consumir outros produtos depois, ou não.

✔️ Vantagem: bom para quem tem poucos conteúdos no início

✖️ Desvantagem: pode não segurar o cliente depois que ele terminar o curso

Podemos dizer que não existe uma modalidade que seja melhor do que a outra. A escolha deve ser feita de acordo com o perfil dos seus clientes e do seu objetivo ao vender curso online.

#5 - Faça a melhor divulgação possível

Lembra das personas? Elas serão super importantes em vários momentos, inclusive na hora de fazer a divulgação. Todo o lançamento deve ser pensado nas necessidades, hábitos e linguagem que seus potenciais clientes possuem.

Para traçar uma estratégia de marketing ideal, você pode utilizar algumas das ações mais conhecidas na internet para a divulgação de produtos e serviços. As principais são as seguintes:

Marketing de conteúdo

Se você conhece um pouco de marketing digital provavelmente já ouviu falar sobre o marketing de conteúdo. Nele você produz material — geralmente textos — que falem sobre o assunto que você irá tratar no curso, com objetivo de atrair atenção de potenciais alunos. Mas atenção, o foco não pode ser o curso em si. O objetivo é usar essa estratégia para falar sobre os interesses e problemas do seu público.

SEO

O Olimpo da internet é aparecer na página inicial do Google de maneira orgânica, ou seja, sem anunciar para estar lá. Isso é possível graças ao SEO (Search Engine Optimization/ Otimização dos motores de busca).

A maioria das pessoas (incluindo eu e você) clica nos primeiros links da página inicial do Google. Por isso é tão importante focar em estratégias de SEO para aparecer neste local.

Sites que costumam figurar nas primeiras posições atraem muito mais a atenção dos usuários e conquistam mais relevância. Nem precisamos dizer como isso é importante para quem está vendendo o primeiro curso online, não é mesmo?

E-mail marketing

Uma das mais tradicionais e importantes estratégias de marketing digital é o e-mail marketing. Existem diversas plataformas de envio de e-mail fáceis de utilizar e até mesmo com versões gratuitas, feitas para quem não pode investir.

“E se eu não tiver o e-mail dos meus potenciais clientes?”

Para conquistar essa informação ofereça benefícios para as pessoas. E-books, materiais informativos e descontos são ótimas maneiras de conseguir um e-mail e, por sua vez, um potencial interessado em comprar seu curso.

Com essa informação em mãos já é possível começar a planejar uma campanha de divulgação do seu curso por meio do e-mail marketing.

Anúncios

Quer aparecer já e de maneira fácil e prática? Então os anúncios pagos são ideais para a sua campanha. É possível usar desde plataformas como o Googles Ads ou anunciar em redes sociais como o LinkedIn, Facebook, Instagram e Twitter.

Para saber qual a mais indicada estude o perfil da sua persona e defina as configurações da campanha com base nos hábitos e interesses dos seus possíveis alunos.

Com toda essa divulgação, os seus alunos vão começar a chegar e seu curso já estará mudando vidas por meio da internet.

Note como todas essas etapas são importantes e devem estar alinhadas com o resto do curso. Itens como o nicho e as personas devem ser utilizados na hora de criar o conteúdo e também nas vendas.

Seguindo essas dicas você conseguirá fazer as suas primeiras vendas e dar seus passos iniciais no mundo do EAD. Claro que eles não são imutáveis, ou seja, se sentir que algo não está satisfatório, mude e tente novas estratégias.

Assim como em outras áreas da vida, vender curso online também exige muito estudo, testes e aperfeiçoamento constante. Assim será mais fácil na hora de lançar o segundo curso, o terceiro e assim por diante.

Ficou com alguma dúvida ou quer saber mais sobre esse assunto? Comente no post o que você achou e vamos conversar mais sobre isso!

Marketing de Engajamento
Lorraine Dias
Lorraine Dias Seguir

Sou Relações Públicas e pesquisadora . Atuo como estrategista de comunidades e Costumer Success na Duopana. Além de ser empreendedora no Pitch Literário do qual promovo a leitura e a escrita e integrante do Global Shapers- World Economic Forum

Ler matéria completa
Indicados para você